A/D (Analogical / Digital): Referente à conversão do formato analógico para o digital.
Aberration [Aberração]: Termo técnico de Óptica, para designar qualquer fator que influencie na fidelidade de uma imagem, em relação ao original.
AC / alternate current [Corrente Alternada]: Forma de corrente alternada, oscilando em determinada frequência (ex. 50 / 60 Hz). Exemplo de AC é a energia fornecida para uso cotidiano (110 / 220 Vac).
AC/DC: Corrente alternada / corrente contínua.
Activity Detection [Detecção de atividade]: Sistema incorporado em alguns modelos de multiplexadores para a detecção de qualquer movimento dentro do campo de visão da câmera conectada ao multiplexador, que é então utilizado para melhorar a velocidade de atualização, durante o processo de gravação pela câmera.
AGC (Automatic Gain Control) [Controle Automático do Ganho]: Parte de um circuito eletrônico com feedback [realimentação negativa], que controla um determinado nível de tensão para mantê-lo num intervalo determinado de valores.
Aliasing: Ocorrência surgida durante a amostragem de dados por interferência. Isso pode aparecer na projeção de imagens de CCD com altas freqüências, sendo também conhecido como 'Franjas de Moiré'. Pode ser reduzida ao mínimo utilizando-se a técnica conhecida como 'filtragem óptica com filtro passa-baixos'.
Alphanumeric Vídeo Generator (ou: text inserter) [Gerador de Caracteres Alfanuméricos para Vídeo]: Dispositivo utilizado para incluir informações complementares, em forma de texto, geralmente junto à imagem sendo apresentada. Pode variar de um ou dois caracteres até um texto ocupando toda a tela. Em geral, esses geradores utilizam o pulso sincronizado do sinal de entrada de vídeo como ponto de referência para a inserção do texto, o que significa que, se o sinal de vídeo for de baixa qualidade, o mesmo ocorrerá com o texto.
Amplitude [Amplitude]: O valor máximo da forma de onda de um sinal periódico, etc.
Analog Signal [Sinal Analógico]: Representação de dados referentes a variáveis contínuas. Um sinal elétrico analógico que apresenta valores diferentes (em volts e Amperes) depois da conversão do impulso original (sinal sonoro, luminoso), dentro da faixa dinâmica.
ANSI: American National Standards Institute / Instituto Nacional Americano de Normas.
Anti-aliasing: Procedimento utilizado para eliminar ou reduzir (por filtragem ou atenuação) os efeitos de 'aliasing'.
Aperture [Abertura]: abertura em uma lente, o que controla a quantidade de luz atingindo a superfície do dispositivo captador. A dimensão dessa abertura é controlada com o ajuste da íris. Se aumentado o número 'F-stop' (F/ 1.4, F/1.8, F/2.8) será admitida à passagem de uma quantidade menor de luz através do elemento captador.
Apostilb: Unidade fotométrica utilizada para medir a luminância, aplicando-se valores em lumens, (em vez de candelas), para expressar o valor do fluxo luminoso de uma fonte.
Archive [Arquivo]: Arquivamento / estocagem off-line, de longa duração. Nos sistemas digitalizados, as imagens normalmente têm o arquivamento em algum tipo de disco rígido, fita magnética, disco flexível ou cartucho DAT.
Artifacts: Componentes espúrios ou defeitos na imagem de vídeo. Estes podem ocorrer normalmente no processamento de vídeo, devendo ser eliminados para se conseguir uma imagem de alta qualidade. Os mais comuns são 'cross-color' [cruzamento de cor / cores cruzadas] e 'cross-luminance' [iluminância cruzada].
ASCII (American Standard Code for Information Interchange): Código de 128 caracteres (em formato binário) para as letras maiúsculas e minúsculas do alfabeto, algarismos, símbolos especiais, além dos 32 códigos para controles. Cada caractere é representado por um número de 7 bits, em formato binário. Dessa forma, um caractere qualquer desse código, poderá ser estocado em um byte de memória de computador.
Aspect ratio [Relação entre eixos]: Refere-se à relação entre largura e a altura da imagem apresentada na tela de televisão ou de cinema. A 'relação entre eixos' atualmente usada é de 4: 3, ou seja, quatro unidades na largura X três unidades na altura. Essa proporção foi escolhida durante os primeiros anos da televisão, quando a maioria dos filmes era de um mesmo formato. Na televisão de alta definição moderna, a proporção de 16: 9 estamos sendo sugeridas para a 'relação entre eixos'.
Aspherical lens [Lente não-esférica]: Lente curva que apresenta uma superfície não-esférica. Sua fabricação é mais difícil e mais cara, mas oferece inúmeras vantagens sobre a lente esférica convencional.
Astigmatism [Astigmatismo]: A falta de definição apresentada nos campos próximo e afastado de uma imagem.
Asynchronous [Assíncrono]: Sem sincronismo (ou, sem sincronização): Na técnica de vídeo, um sinal é assíncrono quando sua freqüência difere daquela do sinal de referência. Uma fita de vídeo (de um sistema do estrangeiro, p.ex.) será assíncrona se usada em um sincronizador de telas com sistema diferente daquele usado na gravação.
ATM (Asynchronous Transfer Mode): Sistema de transferência e comutação no qual a informação é aperiódica (i.e., não-periódica), com relação a um tipo qualquer de referência, como por exemplo, o número de telas apresentado por unidade de tempo.
ATSC: (Advanced Television System Committee) (pode ser considerado como sendo o criador do padrão NT: Organização americana encarregada de estabelecer os novos padrões para a televisão de alta definição.
Attenuation [Atenuação]: Redução da amplitude de uma forma de onda ou sinal periódico, à medida que atravessa um meio ou um circuito elétrico. É medida em decibels (dB).
Attenuator [Atenuador]: Circuito que tem a finalidade de reduzir a amplitude de um sinal elétrico sem introduzir distorção considerável na fase ou na freqüência desse sinal.
Auto Íris (AI) [Íris Automático]: Sistema automático usado para variar a abertura de uma lente, em resposta às variações de luminosidade no ambiente.
AWG: American Wire Gauge. Padrão para diâmetros [bitolas] de fios condutores, nas normas americanas. Quanto menor for o número 'AWG' tanto maior será o diâmetro do condutor (Ver tabela de referência, na Seção 'Alimentação Elétrica da Câmera').
B-ISDN (Broadband Integrated Services Digital Network): Sistema mais aperfeiçoado do padrão ISDN, consistindo da combinação inteligente de vários canais ISDN em um só, o que permite transmitir maior quantidade de dados na unidade de tempo.
B-picture: Imagem preditiva com codificação bidirecional. É um termo de MPEG para designar uma imagem que é codificada utilizando a predição por compensação de movimento, a partir de uma imagem de referência passada ou futura.
Back porch: 1. A parte do sinal que aparece durante a inibição de um sinal de vídeo, desde o final da sincronização horizontal até o início efetivo do vídeo. 2. A parte do sinal de inibição de vídeo que está entre a faixa de seguimento de um pulso de sincronização e aquela do pulso correspondente. O disparo da [atuação da] cor está no 'back porch'.
Back-focus [Focalização de fundo]: Processo usado para ajustar uma lente (ou chip de CCD) para se atingir o ponto focal correto, e mantê-lo em toda assim a faixa de ajustes dessa lente (o que é crítico, especialmente com as lentes Zoom).
Balanced signal [Sinal balanceado]: Na técnica de CFTV, referência ao tipo de transmissão de sinal de vídeo através de cabos de pares trançados. Tem o nome de 'balanceado' porque o sinal, ao passar através dos dois cabos, fica exposto igualmente à interferência externa; dessa forma, quando esse sinal atingir o ponto de recepção, o ruído estará eliminado na entrada de um estágio da memória intermediária (buffer) diferencial.
Balun: Dispositivo usado para equalizar ou transformar um sistema desbalanceado com cabo coaxial de pares trançados para um sistema balanceado também com esse mesmo tipo de cabo.
Bandwidth [Largura de banda]: A faixa completa de freqüências na qual um circuito / sistema eletrônico podem operar, com perda mínima de sinal (geralmente considerada como sendo menor que 3 dB). Nos sistemas PAL a largura de banda limita a freqüência máxima do sinal visível em 5,5 MHz; no sistema NSTC, esse valor limite é de 4,2 MHz. A freqüência de amostragem do padrão ITU 601 para a luminância de canal foi escolhida com o valor de 13,5 MHz para permitir a representação fiel da luminância das bandas PAL e NTSC sem a ocorrência de 'alasing'.
Baseband [Banda básica / Banda de base]: Faixa de freqüências englobando o conjunto de sinais usados para modular uma onda portadora, antes de estes se combinarem entre si, no processo de modulação nessa onda. Na técnica de CFTV, as maiorias dos sinais estão na banda básica.
Baud: Velocidade de transmissão de dados (nome em homenagem a Maurice Emile Baud), geralmente equivalente a 1 bit/seg. A equivalência entre bauds e bits/seg. somente existe quando cada evento do sinal tiver exatamente 1 bit. De forma típica, os ajustes em bauds em dois dispositivos [de comunicação] deverão ser idênticos, para permitir a transmissão de um para outro.
BER [Bit Error Rate]: Taxa de Erro em Bits - A relação entre o número de bits recebidos com erro e o número total de bits recebidos. É utilizado para medir a distorção causada pelo ruído na transmissão digital. Geralmente, essa grandeza é expressa como uma potência de 10: por exemplo, para o erro de 1 bit entre 1 milhão de bits transmitidos, o valor BER será 10-6.
Betamax: Formato de sistema para gravação de vídeo em uso doméstico, criado pela Sony, sendo um concorrente do formato VHS.
Bias: Sinal de corrente ou tensão aplicado a um circuito, para estabelecer o nível de referência de operação mais adequado à performance desse circuito. Exemplos: sinal [bias] de alta freqüência aplicado à cabeça gravadora de equipamento de áudio, para melhorar a linearidade e minimizar a distorção.
Binary [Binário]: Sistema numérico de base 2, no qual se utilizam os dois algarismos '0'e '1' (em contrapartida aos dez dígitos de '0' a '9' do sistema decimal) na formação dos números. Nos sistemas de computação, os dígitos do sistema binário são convertidos em duas voltagens (ou correntes) diferentes, uma delas correspondendo ao '0' e a outra, ao '1'. Todos os programas de computação são executados no formato binário.
Bipolar [Bipolar]: Sinal em que a amplitude varia tanto no sentido positivo como no negativo, podendo também apresentar a condição de amplitude zero.
Bit: Contração das palavras 'binary' + 'digit'. Dado elementar para a informação digitalizada, somente podendo assumir os valores '0' ou '1'. A menor parte de um dado (informação) no sistema de notação binário. Um 'bit' será sempre um único '1' ou um '0'. Um grupo de bits, como por exemplo, 8 ou 16 bits, constituem um 'byte'. O número de bits em um byte depende no sistema de processamento em uso. Os tamanhos típicos de bytes são de 8, 16 e 32 bits.
Bit rate: Bps bits per second; bps bits per second. [Velocidade de transmissão de bits] Sendo o equivalente digital de largura de banda, o 'bit rate' é medido em 'bits por segundo'. É utilizado para designar a velocidade de transmissão de uma corrente de bits. Quanto mais alta for a 'velocidade de transmissão de bits', tanto maior será a quantidade de informação transmitida.
Bitmap (BMP): A descrição de uma imagem, feita pixel por pixel (pixel picture element). Cada pixel constitui um elemento em separado. É também um formato de arquivo de computador.
Black level: Parte do sinal de vídeo, próxima ao nível de sincronismo, mas ligeiramente acima deste (geralmente entre 20 mV e 50 mV) para ser diferenciado do nível de inibição. Eletronicamente, este nível representa a parte em negro de uma imagem, enquanto que a parte em branco é equivalente a 0,7 V, a partir do nível de sincronismo.
Blackburst (color black): Sinal de vídeo, do tipo 'composite'. O sinal apresenta sincronismo 'composite', com disparo da referência e um sinal de vídeo em preto, geralmente no nível de 7,5 I.R.E. (50 mV) acima do nível de inibição.
Blanking level [Nível de inibição]: O início da informação do sinal de vídeo, na forma de onda deste sinal. Ele fica posicionado num ponto de referência, considerado como '0 Volts', e que estão 300 mV acima da parte inferior dos pulsos de sincronismo. Também denominado 'pedestal' é o sinal de vídeo que faz a separação entre a 'faixa que contém dados sobre a imagem' daquela que 'contém os dados de sincronismo'.
Blooming [Inflorescência]: A falta de focalização em algumas partes de uma imagem, nas quais o brilho é excessivo.
BNC: Conector Neil-Concelman, tipo baioneta, é o tipo mais usado de conector em CFTV e em sistemas de TV, para a transmissão do sinal de vídeo com largura de banda básica e através de cabo coaxial.
Braid [Trança]: Filamentos de metal ou material têxtil, trançados de forma a constituir uma estrutura tubular, que poderá ser aplicada sobre um ou mais condutores, formando uma blindagem, ou então achatada para formar uma tira.
Brightness [Brilho]: Nos sistemas PAL e NSTC, o valor referente ao 'brilho' numa imagem, em qualquer instante, é dado pelo nível instantâneo de CC do sinal ativo de vídeo.
Burst (color burst): Grupo composto por sete a nove ciclos (sistema NSTC) ou 10 ciclos (sistema PAL) de uma onda sub-portadora, disparados próximo ao final da inibição do sinal, que servem como referência de fase (cor), para a onda sub-portadora respectiva (i.e., sub-portadora de cor).
Bus [Barramento]: Na arquitetura de computadores, o trajeto interno seguido na transmissão de informações passando pelos diversos componentes do sistema, e que permite o acesso a cada um desses componentes.
Byte: Palavra em formato digital, contendo 8 bits, cada um deles sendo '0' ou '1'.
C-band (Faixa C): Faixa de freqüência de microondas, entre 3,7 e 4,2 GHz. utilizada geralmente nas comunicações via satélite.
C-mount: A primeira padronização introduzida para a montagem com roscas, nas lentes de CFTV. "Ela é definida como a rosca de 1" (2,54 mm) de diâmetro, e 32 fios/pol. e uma distância de 17,526 entre a lente e o flange de apoio. Essa descrição da 'Montagem em C' se aplica tanto para lentes como para câmeras. As lentes com 'Montagem em C' podem ser instaladas tanto nas câmeras com 'Montagem em C' como naquelas com 'Montagem CS', sendo necessário utilizar um adaptador, no segundo caso.
Cable Equalization [Equalização de Cabo]: Processo que consiste em alterar a resposta de freqüência de um amplificador de vídeo, para compensar as perdas de alta freqüência produzidas no cabo coaxial.
CAD (Computer Aided Design): Designação geral de sistemas de projeto (de engenharia, etc.) nos quais se utilizam os computadores com softwares especializados.
Candela (cd): Unidade de medida da intensidade luminosa. Uma candela equivale, aproximadamente, à quantidade de energia luminosa que é produzida por uma vela comum. A partir de 1948, passou a vigorar uma definição mais precisa, ou seja: 'candela a intensidade luminosa de um corpo negro aquecido à temperatura [do ponto] de solidificação da platina fundida'.
CATV (Community Antena Television): Televisão com Antena Comunitária ou Aberta.
CCD (Charge-coupled Device) [Dispositivo de carga acoplada]: O dispositivo mais moderno para a captação de imagens, que substitui as antigas válvulas eletrônicas. Ao ser inventado, na década de 1970, era previsto inicialmente para uso como dispositivo de memória. É utilizado mais freqüentemente em câmeras, e também em tele-cine, máquinas de fax, scanners, etc.
CCD aperture (Abertura de CCD): A parte da área total de um chip CCD que é sensível à luz.
CCIR (Comittée Consultatif Internationel des Radiocomuniqués): Comitê Consultivo Internacional de Radiocomunicações: Entidade européia de padronização que estabeleceu as normas para televisão na Europa. Como o sistema era monocromático [branco e preto] originalmente, então o termo CCIR passou a ser utilizado para designar as câmeras monocromáticas [branco e preto], utilizadas em todos os países onde se adota o sistema PAL.
CCIR 601: Norma internacional (com a denominação atual de ITU 601) para componentes de TV digital que se originou das normas SMPTE RP1 25 e EBU 3246E. Na norma ITU 601 está definida os sistemas de amostragem, valores de matrizes e características de filtros para a televisão digital com os componentes Y, Cr, Cb e RGB. Nela está estabelecido um sistema de amostragem 4:2: 2 em 13,5 MHz para a luminância de canal e de 6,75 MHz para os canais de crominância. , com a digitalização em 8 bits para cada canal. Essas freqüências de amostragem foram escolhidas porque podem funcionar tanto nos sistemas de vídeo com componentes de 525 linhas e 60 Hz, e nos de 625 linhas e 50 Hz. O termo '4:2: 2'se referem à relação entre o número de amostras no canal de luminância e aquele do canal de crominância; para cada 4 amostras de luminância, é feita a amostragem em dobro para os canais de crominância. O formato digital da fita de vídeo D1 atende a essa norma.
CCIR 656: Padrão internacional (com o nome de ITU 601) usado para definir as interfaces elétrica e mecânica em equipamentos de televisão digital, operando de acordo com o padrão ITU 601. Na Norma 656 estão definidos os padrões de pinos para conectores seriais ou paralelos, bem como os esquemas de inibição, sincronismo e multiplexação, utilizados tanto nas interfaces paralelas como nas seriais.
CCTV Camera [Câmera de CFTV]: Unidade contendo um dispositivo de captação de imagens, que gera um sinal de vídeo com a largura de banda básica.
CCTV Installation [Instalação com CFTV]: Sistema de CFTV, ou conjunto de grupos de sistemas, compreendendo ainda todo o hardware, iluminação auxiliar, etc., montado em local abrigado.
CCTV System [Sistema de CFTV]: Conjunto formado por câmera(s) e lente(s), bem como todos os equipamentos auxiliares, necessários para a vigilância de uma determinada área.
CCTV: [Closed Circuit Television] [Televisão em Circuito Fechado, ou Circuito Fechado de Televisão]: Sistema de televisão destinado a um número limitado de espectadores/usuários, ao contrário dos sistemas públicos de transmissão de TV, ou CATV.
CCVE [Closed Circuit Vídeo Equipment]: Equipamento de Vídeo em Circuito Fechado. Expressão alternativa para 'CFTV'.
CD [Compact Disc] [Disco Compacto]: Meio de gravação padronizado pelas empresas Philips e Sony, no qual músicas e demais dados são registrados em formato digital.
CD-ROM [Compact Disc - Read Only Memory]: A capacidade total de um CD-ROM para o registro de dados é de 640 MB.
CDS [Correlated Double Sampling] [Amostragem Dupla com Correlação]: Técnica utilizada no projeto de algumas câmeras de CCD, que permite reduzir o ruído do sinal de vídeo gerado pelo chip.
CFA [Color Filter Array] [Conjunto de Filtros de Cores]: Conjunto de filtros ópticos para pixels, utilizados nas câmeras de CCD a cores, com chip único, para gerar a componente de cores de um sinal de vídeo.
Chip: Circuito integrado constituído por micro-componentes, montados numa diminuta placa de silício ou material semelhante.
Chroma crawl: Anomalia no sinal codificado de vídeo, também conhecido como 'dot crawl' ou ´cross-luminance, que aparece nas imagens de vídeo, contornando as bordas coloridas e com alta saturação, na forma de seqüências contínuas de pontos móveis. É o resultado da confusão produzida nos circuitos de decodificação, ao identificar a informação sobre cor como sendo informação sobre luminância.
Chroma gain (chroma, color, saturation): Na técnica de vídeo, o ganho de um amplificador, referente à intensidade de cor na imagem ativa.
Chroma key (color key): Efeito básico na técnica de vídeo, na qual um sinal é inserido em lugar de áreas com determinada cor, em outro sinal de vídeo.
Chrominance: A informação referente à cor, presente num sinal de vídeo a cores.
Chrominance-to-luminance intermodulation (crosstalk, cross-modulation) [Modulação cruzada]: Variação espúria na amplitude da luminância causada pela interposição de alguma informação de crominância, nesse sinal de luminância. Aparece na imagem de TV na forma de variações não previstas do brilho, resultantes das variações nos níveis de saturação das cores.
CIE [Comission Internationale de l'Eclairage]: Comitê Internacional de Luminotécnica, criado em 1965. Entidade onde são definidas e recomendadas as unidades para uso em luminotécnica.
Cladding: Parte exterior de cabo de fibra óptica, também constituída por fibra, mas apresentado menor densidade de material que a parte central. Permite o efeito de reflexão total, de tal forma que a toda a luz transportada através do núcleo interno fique retida ali.
Clamping (DC): Circuito ou processo que restaura a componente de CC de um sinal. Um circuito desse tipo em vídeo (geralmente disparado por pulsos de sincronismo horizontal) permite restabelecer um nível de referência fixo de CC, para o sinal de vídeo. A maior vantagem desse processo consiste na eliminação das interferências em baixa freqüência, especialmente o ruído da linha de alimentação elétrica.
Clipping level: Limitação eletrônica utilizada para evitar a super-expansão da parte de vídeo, no sinal de televisão over-driving.
CMYK: Sistema de codificação de cores usado para impressoras, no qual as cores são expressas pelas 'cores subtrativas primárias' (Cyan roxo, M margenta e Y amarelo), além do preto (denominado 'K'). A camada de cor preta é incorporada para produzir contraste acentuado e versatilidade, nas impressoras.
Coaxial cable [Cabo coaxial]: O tipo mais comum de cabo com condutor de cobre, usado na transmissão de sinais de vídeo. Apresenta uma secção co-axial, na qual o centro é o condutor para o sinal, enquanto que a blindagem externa protege o cabo contra a interferência eletromagnética.
CODEC (Code / Decode): Um codificador e um decodificador, montados num mesmo dispositivo eletrônico, usado para comprimir e descomprimir o sinal digital. Geralmente, estes dispositivos são usados para a conversão A/D e D/A.
Color bars: Padrão de cores apresentado pelo gerador de teste de vídeo, formado por oito barras de mesma largura, com as cores: branco (75%), preto (7,5% do nível de setup); cores puras com saturação de 75%: vermelho, verde e azul, e tonalidades com saturação de 75% de amarelo, roxo e magenta (mistura de duas cores, na proporção de 1: 1, sem uma terceira cor).
Color carrier [Onda portadora da cor]: A sub-freqüência num sinal de vídeo a cores (4,43 MHz, no sistema PAL) que é modulada com a informação da cor. A freqüência da portadora de cor é escolhida de tal forma que seu espectro se combine com o da luminância, com a mínima interferência.
Color difference signal [Sinal-diferença de cores]: Sinal de vídeo a cores, criado a partir de informações de luminância e /ou cor subtraída do sinal de uma das cores primárias (R vermelho, G verde ou B azul). No formato Betacam, por exemplo, cada diferença entre sinais de luminância (Y) e componentes de cores (R - Y e B - Y) é calculada assim: Y ........... 0,30 Vermelho + 0,59 Verde + 0,11 Azul R - Y ...... 0,70 Vermelho - 0,59 Verde - 0,11 Azul B - Y ...... 0,89 Azul - 0,59 Verde - 0,30 Vermelho O sinal-diferença das cores G - V não é criado porque poderá ser recomposto a partir dos outros três sinais. Outras convenções para as diferenças de cores incluem os padrões SMPTE, EBU-N1 0 e MII. Os sinais-diferença de cores não devem ser considerados como componentes do sinal de vídeo. Esse termo é reservado para as componentes das cores RGB (Vermelho, Verde e Azul). No uso geral, o termo 'componente de vídeo' é geralmente utilizado para designar os sinais-diferença de cores.
Color field [Campo de Cores]: No Sistema NSTC, a sub-portadora de cor está em fase com o sincronismo de linha, de forma que a cada linha consecutiva, a fase da sub-portadora é deslocada de 180º em referência aos pulsos de sincronismo. No Sistema PAL, a fase da sub-portadora se desloca de 90º, a cada quadro. No Sistema NTSC, isso produz quatro tipos diferentes de campos, enquanto que no Sistema PAL, são produzidos 8. Para permitir uma edição limpa (de vídeo), o alinhamento das seqüências dos campos de cores originadas de fontes diferentes, é de importância crucial.
Color frame [Tela a cores]: Na televisão a cores, uma tela a cores é composta por quatro campos de cores convenientemente seqüenciados (Sistema NTSC) ou oito desses campos, (Sistema PAL).
Color phase [Fase da Cor]: A relação entre tempos num sinal de vídeo, que é medida em graus sexagesimais (o) e que mantém a correção da tonalidade de um sinal de cor.
Color sub-carrier [Sub-portadora da cor]: Sinal de 3,85 MHz que transporta a informação sobre cor. Esse sinal é sobreposto no nível da luminância. A amplitude da sub-portadora de cor representa a saturação e o ângulo de fase, a tonalidade.
Color temperature [Temperatura da cor]: Indicação da tonalidade da cor. É um termo derivado da técnica fotográfica, na qual o espectro das cores é baseado na comparação entre as tonalidades produzidas quando um corpo negro (conceito da Física) é aquecido, variando do amarelo ao azul (cor mais quente). As medidas de temperatura de cor são expressas em o K (graus Kelvin).
Comb filter [filtro combinado]: Filtro formado por circuitos elétricos que permitem a passagem de uma série de freqüências e bloqueia a das freqüências intermediárias, apresentando uma resposta de freqüência com imagem na forma de 'dentes de um pente'. É utilizado na codificação de vídeo para selecionar o sinal de crominância, e bloquear o de luminância, e reduzir assim os componentes espúrios da crominância cruzada (cross crominance) ou, inversamente, para selecionar o sinal de luminância e bloquear o sinal de crominância, e eliminar os efeitos da luminância cruzada (cross luminance). Foi incorporado ao sistema S-VHS para se atingir uma melhor resolução da luminância.
Composite sync: Sinal formado por pulsos com sincronismo horizontal, vertical e pulsos de equalização, com um nível de referência '0' ('no-signal').
Composite vídeo signal: Sinal em que estão combinadas a informação da luminância e a crominância segundo um dos padrões de codificação NTSC, PAL, SECAM, etc.
Concave lens [Lente côncava]: Lente com distância focal negativa, i.e., a que tem foco virtual e produz uma imagem menor que o objeto.
Contrast: Termo comum utilizado para se referir à faixa dinâmica da imagem de vídeo, i.e., a diferença entre as partes mais claras e mais escuras de uma imagem.
CPU [Central Processing Unit]: Unidade Central de Processamento.
CRO [Cathode Ray Oscilloscope]: Osciloscópio de tubo de raios catódicos.
Cross line: Retículo [sobre a imagem em um monitor de vídeo, etc.].
Crosstalk: Tipo de interferência ou transmissão espúria de sinais entre dois circuitos, num mesmo sistema. Geralmente é conseqüência de capacitância introduzida inadvertidamente (acoplamento de CA).
CS-Mount: Novo padrão para a montagem de lentes. Utiliza o mesmo padrão de roscas que o sistema de montagem C (C-Mount), mas a distância entre o flange posterior e a lente, é reduzida para 12,5 mm, com a finalidade de se utilizar lentes menores, mais compactas e mais baratas. As lentes com Montagem CS somente podem ser utilizadas em câmeras com Montagem CS.
CS-to-C-mount adaptor: Adaptador utilizado para permitir a colocação de uma lente com montagem C (C-Mount) que uma câmera com montagem CS (CS-Mount). Tem a forma de um anel com espessura de 5 mm, com rosca-macho [rosca externa] em um extremo e rosca-fêmea [rosca interna] no outro, com diâmetro de 1", sendo essa rosca de 32 fios/pol.
CVBS [Composite video bar signal]: Na transmissão de televisão, refere-se ao sinal de vídeo, incluindo-se a informação sobre cor e sincronismo.
D-VHS: Padrão novo, proposto pela JVC, para a gravação de sinais digitais em gravadores de vídeo VHS. Dynamic range: Diferença entre os valores máximo e mínimo de qualquer variável, convertida por um sistema.
D/A (também: DA): O inverso de A/D, i.e., conversão digital / analógico.
Dark current: Sinal emitido por um sensor de CCD, na ausência de luz incidente.
Dark noise: Ruído gerado como conseqüência da natureza aleatória da 'dark current'.
DAT (digital audio tape): Sistema originalmente projetado para a gravação e reprodução de sinais de áudio em formato digital, e capaz de manter a mesma qualidade de sinal de um CD. Com os recentes aperfeiçoamentos em hardware e software, é provável que se consiga um sistema semelhante e barato para o arquivamento, gravação e reprodução de vídeo.
dB Decibel: Logaritmo da relação entre dois sinais (ou valores), geralmente referentes à potência (elétrica, mecânica), mas também a tensão e corrente. No cálculo de potências, o logaritmo é multiplicado por 10 e, no cálculo de tensão e corrente, será multiplicado por 20.
DBS [Direct Broadcast Satellite] [Satélite para Transmissão Direta]: Transmissão direta ao usuário, feita através de satélite, geralmente utilizando uma antena de pequena abertura.
DC [Direct current]: Corrente contínua, ou seja, corrente que se desloca em um único sentido, ao contrário da corrente alternada.
DCT [Discret Cosine Transform] [Transformada Discreta de Coseno]: Algoritmo matemático usado na representação da freqüência de um bloco de pixels de vídeo. DCT é a transformação discreta reversível e ortogonal entre os domínios de tempo e freqüência. Ela poderá ser 'FDCT' (Transformada Discreta de Coseno Direta) ou 'IDCT' (Transformada Discreta de Coseno Inversa).
Decoder [Decodificador]: Dispositivo utilizado na recuperação de sinais a partir de uma fonte codificada ('composite').
Degauss (to): Desmagnetizar.
Delay line: Linha de transmissão real ou artificial, ou dispositivo equivalente, projetada para retardar uma forma de onda ou sinal durante um intervalo de tempo determinado.
Demodulator: Dispositivo usado para separar sinais de áudio ou vídeo, da respectiva onda portadora.
Dielectric: Material isolante elétrico (i.e., não condutor).
Differential gain: Variação na amplitude da sub-portadora de um sinal de vídeo, produzida por oscilações no nível de luminância desse sinal. A imagem de TV resultante apresenta uma mudança de saturação da cor, causada pela variação simultânea no brilho da imagem.
Differential phase: Variação de fase na sub-portadora de um sinal de vídeo, produzida por uma mudança no nível de luminância do sinal. As tonalidades de cor em uma cena passam a variar conforme o brilho dessa cena.
Digital disc recorder: Equipamento que permite a gravação de imagens de vídeo em um disco digital.
Digital signal: Sinal eletrônico em que cada valor diferente de excitações produzidas pelo ambiente (som, luz) apresenta um valor diferente de combinações binárias (palavras), que representam o sinal analógico.
DIN [Deutsche Industrie Normen]: Normas Industriais Alemãs.
Disk [Disco]: Placa de formato circular, revestida de material magnético sobre a qual se torna possível o armazenamento de dados, através da magnetização seletiva de partes da superfície. O disco pode ser do tipo flexível, floppy ou rígido, ou também um disco compacto, de material plástico (CD) ou um disco de vídeo digital (DVD).
Distortion: Representação desproporcional feita de um original qualquer.
DMD [Digital Micro-miror Device]: Nova tecnologia de projeção de vídeo, na qual se utilizam chips montados com espelhos em miniatura, com controle digital de alta precisão para o ângulo de projeção.
DOS [Disk Operating System]: Pacote de softwares usado na operação do hardware de computadores, tais como o drive de disco rígido, drive de disco flexível, monitor, teclado, etc.
Dot pitch (Espaçamento entre pontos): Distância, em milímetros, entre dois pontos consecutivos da imagem da tela de um monitor. Quanto menor for o 'dot pitch', tanto melhor será a imagem, já que assim, haverá maior número de 'dots' [pontos] a serem apresentados na imagem e, portanto, uma melhor resolução. A resolução de um monitor é definida a partir do 'dot pitch'. Os monitores de CFTV de alta resolução, ou um monitor para computadores, têm 'dot pitch' inferiores a 0,3 mm.
Drop frame time code: Formato de código de tempos SMTPE, com contagem contínua de 30 quadros por segundo, no qual se tem a eliminação de dois quadros a cada minuto, exceto em cada 10o. minuto (eliminação de 108 quadros por hora), com a finalidade de se manter o sincronismo do código de tempos com o tempo cronológico (i.e., marcado pelo relógio). Isso se torna necessário porque, no sistema de vídeo NTSC é utilizada a velocidade de 29,94 quadros / seg., em vez de um número inteiro de 30 quadros / seg.
DSP [Digital Signal Processing] [Processamento Digital de Sinais]: Em geral, uma referência à secção do circuito eletrônico de um dispositivo capaz de processar dados em formato digital.
Dubbing: Transcrição feita de um meio de gravação para outro.
Duplex: Referência ao sistema de comunicação em que a informação é transportada nos dois sentidos [sistema duplex] . Em CFTV, o sistema duplex é usado para indicar um tipo de multiplexador capaz de executar duas funções simultaneamente, fazendo a gravação e a reprodução no modo multiplex. O termo também pode significar a comunicação em duplex, entre um comutador matricial [matrix switcher] e um driver de PTZ de sites, por exemplo.
DV-Mini - [Mini-digital vídeo]: Novo formato utilizado em gravações de áudio ou vídeo, em mini-gravadores [camcorders] e adotado pela maioria dos fabricantes desses equipamentos. Tanto o sinal de vídeo como o de áudio, são gravados em formato digital num mini-cassete, com dimensões de 66 x 48 x 12 mm, com qualidade superior à das gravações em S-VHS e Hi 8.
DVR - [Digital Vídeo Recorder] [Gravador Digital de Vídeo]: Trata-se de um sistema digital para monitoramento, gravação, e transmissão de imagens de câmeras. São diretamente montadas em um microcomputador (placa de captura) ou Stand Alone, as gravações são feitas diretamente no HD com qualidade e velocidade muito superiores aos sistemas convencionais de CFTV.
EBU: European Broadcasting Union.
EIA [Electronics Industry Association]: Entidade americana que definiu o padrão de televisão utilizado nos EUA, Canadá e Japão, baseado no scanning entrelaçado com 252 linhas. Inicialmente conhecida como RMA ou RETMA.
Encoder: Dispositivo utilizado para superpor [introduzir] informação de um sinal eletrônico em outro(s) sinal (is).
Encryption: Re-disposição de uma cadeia de bits de um sinal já codificado digitalmente, num padrão sistemático, destinado a tornar a informação irreconhecível até ser restaurada ou passar através de uma chave de decodificação, devidamente autorizada. É uma técnica utilizada para proteger a informação transmitida através de um canal de comunicação, com a finalidade de evitar que usuários não-autorizados possam interpretar essas mensagens. Poderá ser utilizado na transmissão de voz, vídeo os outros sinais de comunicação.
ENG câmera - Electronic News Gathering camera [Câmara Captadora de Notícias]: Referência às câmeras CCD na indústria de radio-transmissão [emissoras de rádio e TV].
EPROM [Ereasable and Programmable Read Only Memory]: Chip eletrônico utilizado em inúmeros produtos da indústria de equipamentos de segurança, no qual se estocam instruções de software para executar diversas operações.
Equalizer [Equalizador]: Equipamento projetado para compensar as perdas e os efeitos da perda de sincronismo [defasagem de freqüência] num sistema. Componente ou circuito que permite o ajuste de um sinal, numa banda dada.
Ethernet: Rede de comunicação local, utilizada para a conexão entre computadores, impressoras, workstations, terminais, etc. no interior de um mesmo edifício. No circuito de Ethernet são usados condutores de pares trançados e cabos coaxiais; na operação, têm-se velocidades de até 10 Mbps. Para a Ethernet foi desenvolvida a técnica CSMA/CD (carrier sense multiple access with collision detection), que consiste no uso compartilhado de um meio de transmissão (condutor, cabo coaxial), além de outros dispositivos.
External synchronization [Sincronização externa]: Método usado para assegurar o sincronismo de todos os equipamentos a uma fonte.

LANÇAMENTOS

UFO Hidden Camera 1/3" SONY COLOR CCD with Metal Case and 480TVL Horizontal Resolution

GS-V903N



Today, there have been 10 visitors (30 hits) on this page!
=> Do you also want a homepage for free? Then click here! <=